25 de mai de 2010

PROJETO CALEIDOSCÓPIO: Momento de reflexão

Hoje as crianças foram convidadas a assistir um pequeno filme (25 minutos) sobre a vida de Helen Keller. Helen ficou cega e surda aos 18 meses de idade e foi graças ao belíssimo trabalho da professora Annie (que sempre acreditou na sua capacidade de aprender) que ela foi e é um exemplo de superação. Após o vídeo, todos puderam comentar suas impressões sobre o que assistiram, relacionando a vida da Helen com suas próprias vidas e imaginando a mesma situação no ambiente escolar.
As crianças foram questionadas: A) Como você se sentiria no lugar da Helen, se não fosse compreendido e as pessoas não acreditassem em você? B) Todas as pessoas são capazes de aprender?c) Todos aprendem do mesmo jeito? D) As pessoas aprendem sozinhas? E) Qual a importância do convívio com os outros para a aprendizagem?F) Como eu contribuo (ou não) para que a aprendizagem do outro aconteça?
Os alunos gostaram muito da história da Helen e não acreditavam que uma pessoa cega e surda tivesse tanta capacidade de aprender como as outras pessoas. Elas relacionaram o filme com algumas situações que acontecem no interior da escola. Nos depoimentos dos alunos ficou evidenciada a compreensão de que todas as pessoas tem capacidade de aprender e que o grupo (seja ele familiar ou escolar) é fundamental nessa aprendizagem, incentivando, valorizando e ajudando sempre que possível. Compreenderam que existem vários jeitos distintos de aprender e que as crianças não aprendem sozinhas, pois a aprendizagem sempre parte da coletividade. Foi um momento muito rico de reflexão para todos os alunos da Unidade Escolar.
Esta atividade foi parte integrante do Projeto Caleidoscópio, projeto desenvolvido pela Escola Municipal Adolpho Bartsch, como parte do processo para tornar a escola inclusiva. O nome Caleidoscópio é uma metáfora da inclusão, pois todas as partes do mesmo são essenciais para que a imagem seja rica e complexa. Isto significa que as crianças se desenvolvem melhor num ambiente rico e variado, ou seja, na heterogeneidade.
Ficamos muito felizes com o retorno da nossa amada aluna SABRINA CAROLINA GRUN, do terceiro ano A, que esteve hospitalizada desde o começo do ano letivo até a segunda quinzena de maio. Todos nós rezamos muito por sua recuperação e agradecemos a Deus por ter ouvido nossas orações. Sabrina, sinta-se bem-vinda novamente e receba todo o carinho da escola que gosta muito de ti. Agradecemos também a mãe da Sabrina, Dona Márcia, por sua força e fé e por ser uma mãe muito querida e dedicada.

Nenhum comentário: